Tire suas dúvidas sobre o universo da BELEZA !

1 de dezembro de 2014 Off Por joliviere

vm-384-casa-laptop
Oi gente … criei um post atendendo alguns pedidos para tirar dúvidas de vocês ,sobre todas as categorias aqui do blog ,podemos debater sobre vários temas relacionado ao Universo feminino e sobre beleza .
Perguntas e respostas ,só peço que fiquem atentas as respostas já realizadas para não repetirem de forma diferente a mesma pergunta já realizada ok !!!
e para começar a inaugurar  a pág de dúvidas selecionei algumas perguntas realizadas pelas leitoras do blog .
Após tingir de louro claro, dá para fazer luzes e escova progressiva sem danificar os fios?
É possível, desde que o profissional realize um teste de mechas que comprove a resistência da fibra em relação à química. “Para as luzes, o colorista deve verificar o tom de fundo do cabelo e da pele da cliente a fim de estabelecer a cor dos reflexos e escolher a volumagem do oxidante. Assim, evita danos desnecessários” A progressiva, à base de tioglicolato de amônio, tem de ser aplicada quinze dias depois, também após teste. “Mesmo com todos esses cuidados, os processos químicos podem ressecar os fios. Assim, a cliente precisa voltar ao salão para fazer reconstrução com fórmulas que contenham aminoácidos, colágeno e proteínas”.
Um cabelo crespo e fino que foi submetido a relaxamento de guanidina pode ser processado com fórmula à base de amônia?
Nunca se deve usar amônia em cabelo relaxado com guanidina ou com sódio. “Amônia só é compatível com amônia. Para mudar a química, é necessário aguardar os fios crescerem”. Só depois de sair todo o ativo é que se pode mudar de fórmula.
Como devo fazer para que as luzes realizadas com descolorante fiquem no tom prateado ao serem matizadas?
Em primeiro lugar, os reflexos precisam estar em uma nuance de louro claríssimo. “Depois, para matizar no lavatório, deve-se escolher um tonalizante ou uma coloração em tons acinzentados, como louro muito claro acinzentado”,  No caso dos tonalizantes, basta misturar a emulsão, que já vem pronta. Se optar pela coloração, utilizar oxidante de dez volumes. “Atenção à pausa porque, nesse procedimento, não há tempo predeterminado. O cabeleireiro precisa observar os fios até conseguir o efeito desejado. Caso isso demore demais, o cabelo pode ganhar matiz esverdeado”
Fios anteriormente alisados com henê, mas que há quatro meses não recebem esse produto, podem passar por relaxamento?
Há a possibilidade de ser adotado relaxante à base de guanidina ou tioglicolato de amônio apenas para a raiz virgem. “Sugiro alisar somente a parte crescida e cortar todo o comprimento trabalhado com henê”
Como evitar e eliminar o tom louro que apareceu no cabelo afro após sucessivas químicas?
Para acabar de vez com o louro só mesmo cortando. “Se a cliente não quiser cortar, faz-se coloração para depositar pigmentos. Mas a cor dura apenas algumas semanas”. Ao mesmo tempo, deve-se realizar cauterizações e nutrições intensivas no salão. Fios quimicamente tratados precisam de reposição de aminoácidos e proteínas perdidos nos processos alcalinos. Em casa, a cliente tem de usar linha de manutenção específica. Convém aparar as pontas a cada três meses e usar diariamente fórmulas antiage e com filtro solar. além das madeixas que passaram por química, as virgens ficam com pontas claras se não forem cuidadas. “Fibra capilar fragilizada por sol, poluição, vento e cloro não mantém igual distribuição de nutrientes pelo comprimento e a cor pode desbotar”.
É melhor fazer mechas com descolorante ou com coloração em fios tingidos de castanho escuro?
Como tinta não clareia tinta, o ideal é descolorir. Porém, deve-se analisar o estado dos fios antes de aplicar qualquer química. “Se o cabelo estiver saudável, pode-se usar pó descolorante. Depois é preciso matizar para minimizar o efeito amarelado que costuma aparecer” Já no caso do castanho escuro natural podem ser feitas mechas com coloração. “Fios naturais revelam mais a nuance que os coloridos. É possível clarear de dois a quatro tons, dependendo do que a cliente desejar”.
Como clarear o tom castanho escuro sem deixá-lo louro nem artificial?
O ideal é que o clareamento não ultrapasse três tons. “Deve-se utilizar oxidante de 20 ou 30 volumes. Se o cabelo estiver no tom original, na altura de 3-0 (castanho escuro), aplicar 5-3 (castanho claro mate) com oxidante de 20 volumes na raiz e 30 volumes no comprimento e pontas, para uniformizar a cor. O resultado será castanho claro marrom” No caso de mechas com descolorante, aconselho aplicar pasta descolorante Platinium, L’Oréal Professionnel, em mechas californianas. “Depois, retirar o descolorante e, no lavatório mesmo, passar tonalizante Richesse 7,32 com revelador de 9 volumes, da mesma marca. Dar tempo de pausa de 20 minutos”.
Há diferença entre os pós descolorantes disponíveis no mercado?
As principais diferenças estão no tipo de matéria- prima (persulfatos/peróxidos, estabilizantes, alcalinizantes) e na estabilidade do produto, para oferecer uniformidade e eficiência. “Uma boa fórmula deve conter ingredientes de qualidade, equilíbrio na formulação, ativos de recuperação, tratamento, emoliência e hidratação, como diferencial, pois cuidam do cabelo enquanto a química age”os muito alcalinos tornam-se excessivamente fortes, danificando a fibra capilar desnecessariamente. “Há ainda os mal-equilibrados, que mancham o cabelo, por concentrar-se em pontos específicos da fibra”.
Fios coloridos há cerca de 20 dias podem receber química do henê?
O uso do henê requer bastante cautela. Apesar de ter como vantagem alisar e colorir ao mesmo tempo, ele contém metais pesados, como chumbo, o que o torna incompatível com os demais processos químicos. “Deve-se tomar cuidado com produtos de procedência duvidosa pois podem causar danos aos fios”,Seja qual for o alisante, o ideal é esperar 60 dias entre a coloração e o alisamento e fazer o teste de mecha. “Para isso, aplicar a química em uma pequena seção, de preferência próximo à nuca, por uma hora. Enxaguar e secar. Se, nesse tempo de pausa, houver aquecimento dos fios ou se ficarem elásticos ou quebradiços, não passar o alisante”.
Qual alisamento é mais indicado para quem é mulata com cabelo ondulado? Após o processo, uma franja cai bem?
Para ondulados ou, no máximo, cacheados, quando a raiz tem dois ou três centímetros de fios lisos, o mais indicado é o alisamento térmico à base de tioglicolato de amônio. “Alisa em definitivo e pede retoques a cada quatro ou seis meses, de acordo com o grau de ondulação” “Processos químico e térmico deixam o cabelo bem liso ou com movimento natural nas pontas”. A franja cai bem após o alisamento, mas precisa ser modelada com um bobe de velcro.
Um cabelo ondulado e ralo recebeu escova definitiva há mais de um ano e até agora está sem forma. O que fazer para melhorar esse aspecto?
O cabelo que foi quimicamente modificado com escova definitiva, como o próprio nome diz, ficará totalmente liso, mas durante o crescimento, aparece uma área de contraste que separa a parte alisada da raiz em crescimento. “Para quem fez escova definitiva, a solução é igualar as duas texturas retocando a raiz com o mesmo tratamento anterior”, No caso de aplicar também na parte crescida, já que o excesso de volume incomoda, a dica é fazer antes um teste de mechas, a fim de verificar se as pontas vão resistir à reaplicação do produto”.
Como tratar e modelar fios que ficam cacheados na raiz e lisos nas pontas?
Antes de modelar, o certo é igualar as pontas. “Deve-se escovar todo o cabelo para que ele fique uniforme e com a mesma textura”, pode-se proceder de três maneiras. Primeiro com babyliss, para dar o efeito bem definido, de aparência mais artificial. “Também é possível trabalhar com bobes tradicionais. Assim, os cachos serão largos e menos marcados. Há ainda a opção de enrolar as mechas nos dedos, com efeito similar ao dos bobes”, A qualidade do cacheado é delimitada pelo tipo de corte. O reto não ajuda na hora da modelagem, pois deixa as madeixas pesadas e sem movimento. “Se for em camadas, os cachos ganham mais definição e firmeza”.