Receita caseira para cuidar do couro cabeludo

cabelos

Na maioria das vezes apenas nos preocupamos com os fios dos cabelos e esquecemos o principal , o couro cabeludo bem cuidado certamente irá produzir cabelos mais bonitos e brilhantes, todo mundo sabe que oleosidade acaba obstruindo os poros e assim ocasionando queda, seborréia e até caspa.

Porem poucas pessoas sabem tambem que ter o couro cabeludo ressecado é altamente prejudicial a saúde doas madeixas.

Para ter o couro cabeludo bem tratado vou postar duas receitinhas caseiras super fáceis de fazer :

Para quem tem couro cabeludo ressecado:

Misture ¼ de copo de óleo de abacate e folhinhas frescas de alecrim. Misture também 10 gotasde óleo essencial de alecrim e 10 gotas de óleo de Tea Tree (melaleuca). Coloque tudo dentro de uma garrafinha com spray.

Amorne cerca de um copo de água e coloque a garrafinha ali dentro da panela – fazendo um banho-maria por uns 5 minutos. Aplique a mistura no couro cabeludo, massageando bem. Deixe agir por 30 minutos e enxágüe bem com shampoo e condicionador.

O tratamento pode ser feito duas vezes por semana.

Para quem tem couro cabeludo oleoso:

Misture ¼ de vinagre de maçã com o suco de um limão inteiro. Raspe a casca do limão e adicione na mistura, deixando lá por uns 10 minutos. Coe bem e adicione 5 gotas  de óleo essencial de lavanda e 5 gotas de óleo essencial de laranja doce.

Misture tudo muito bem e coloque em uma garrafinha com spray. Passe no couro cabeludo enquanto massageia a região por uns 5 minutos. Depois deixe agir por mais 15 ou 20 minutos.

Enxágüe bem e lave com shampoo. Termine passando condicionador só nas pontas do cabelo. Faça o tratamento duas vezes por semana.

2 Comentários

  • Olá, Adri, parabéns pela iniciativa! Gostaria de dar um alerta sobre a quantidade indicada de óleos essenciais… 1 colher de sopa é muito…. para aplicação corporal, de 1 a 2% são suficientes… no caso de 1/4 de copo (50ml) no máximo de 10 gotas de óleo essencial no total… apenas uma dica…

    Beijos

    Beatriz Yoshimura

Deixe seu comentario aqui: