Claro desiste de cobrar R$ 100 para reservar iPhone

Procon-SP considerou a medida ilegal; consumidores terão valor devolvido
A operadora Claro desistiu de cobrar R$ 100 de seus clientes interessados em reservar o iPhone 3G no Brasil. A empresa anunciou que decidiu suspender as reservas por causa da polêmica causada.

Representantes da operadora estavam ligando para os consumidores cadastrados em um banco de dados de interessados no smartphone para confirmar a reserva. O valor, seria cobrado por cartão de crédito e abatido do preço final do aparelho no momento da compra. Segundo a operadora, aqueles que desistissem da compra, teriam o valor estornado.

O Procon-SP considerou a cobrança ilegal por não fornecer ao consumidor informações necessárias para a compra, como o preço final do produto e a data de entrega.

Em nota, a operadora informa que os clientes que já efetuaram o pagamento da reserva serão contatados e terão o valor devolvido “sem que isso altere o fato de serem um dos primeiros a adquirir o iPhone 3G da Claro”.

TIM, Vivo e Oi também negociam para vender o smartphone no Brasil.

Deixe seu comentario aqui: